quarta-feira, 12 de outubro de 2011

o fel da solidão ..



Solidão é quando o coração, se não está vazio,
sobra lugar nele que não acaba mais.
Antônio Maria



Um abraço de alguém que ele amava, poderia ser a melhor coisa naquele momento. Ou a pior mentira. As vezes, ele pensava que não iria suportar mais se quer um minuto ali. Era como se os lugares que costumava frequentar, os amigos que costumava andar, as bebidas que costumava beber, não o satisfizesse mais. Não mais. Como se a vida que este costumava ter para se livrar do vazio de sua alma, fosse apenas algo superficial, e um tanto quanto supérfluo. E era, de fato. Todas as noites eram iguais. A saudade o incomodava. O fazia se sentir completamente sufocado, por ter mentido o tempo todo de ser alguém que de fato, nunca fora. Tudo o que teve um dia, agora, estava se desmanchando em pó. Sendo levado pelo vento. E se ele sumisse por um dia, ou por um ano ou pela vida inteira ninguém simplesmente notaria a sua falta? Sentia-se inaceitável em qualquer situação. Havia tristeza em seu olhar, e a dor aguda do vazio, o atormentava a todo instante. Como uma ferida aberta que nunca cicatrizava. Tantos sentimentos contraditórios. Tantas dúvidas, emoções que jamais vieram a tona. Palavras que nunca foram pronunciadas, seja por orgulho, por medo ou mesmo por não se importar. Seus amigos costumavam dizer que este parecia um zumbi. Sem sentimentos. Frio. Indiferente. Mal sabiam eles, que tudo o que ele queria, era um abraço. Um abraço de alguém que ele amava. Mas como poderia se sentir amado se havia esquecido o significado do amor próprio? Vivia escondendo ou pelo menos tentando esconder o coração. Como se essa fosse a melhor forma de se proteger das feridas que a vida poderia lhe fazer. Leve engano, meu caro, leve engano. A verdade é que, essa era apenas uma maneira eficiente de experimentar o fel da solidão. Para poder desfrutar do doce veneno, do nada que ele havia se tornado. Do nada que dia sim, dia não, o fazia feliz por alguns instantes. Mesmo que fosse para enganar a si mesmo. Mesmo que fosse para apostar o seu coração, num mero jogo de cartas. Ou até mesmo, a sua própria vida.


JAM
(16/09/10)

terça-feira, 11 de outubro de 2011



Can you still see the heart of me?
All my agony fades away
When you hold me in your embrace



Você ainda pode ver um coração em mim?
Toda minha agonia desaparece
Quando você me envolve em seu abraço

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Esquecer e perdoar ..



Não deixe de perdoar os seus inimigos ..
Nada os aborrece tanto ..
Oscar Wilde



Palavras tão fáceis de serem ditas, porém, tão difíceis de serem praticadas. É um bom conselho, é claro, mas não muito prático. Quando alguém nos machuca, queremos machucá-los de volta. Quando alguém erra conosco, queremos estar certos. Nós não perdoamos, mas queremos ser perdoados. Sem perdão, velhas feridas nunca fecham, nunca cicatrizam. E o máximo que podemos esperar é que um dia tenhamos a sorte de esquecer, porque afinal ... Esquecer é o melhor remédio. Esquecer é o melhor perdão.

Então esqueça ..

JAM

domingo, 9 de outubro de 2011

Nem um dia ...





... Um dia frio
Um bom lugar prá ler um livro
E o pensamento lá em você ...
... Um dia triste
Toda fragilidade incide
E o pensamento lá em você ...




- Djavan's song -

segunda-feira, 8 de agosto de 2011

Pessoas dizem que nadariam ..




.. o oceano inteiro ou subiriam a montanha mais alta para estarem com quem amam. Mas quantas vezes elas quebraram suas promessas? Olha, eu nunca atravessei um oceano nadando, mas caminhei sobre o mar que estava em fúria. Nunca escalei a montanha mais alta, mas subi o monte do calvário. Só para estar com você. Entreguei a minha vida. E faria tudo de novo. Eu sei que você não entende a profundidade do meu amor. Eu sei que você não compreende o quanto que eu te dei. Mas entenda que o que eu sinto por você não pode ser expressado em palavras e mesmo que você se mostre ingrato às vezes, repito: Eu faria tudo isso novamente. Porque meu desejo é estar com você! Morri. Ressuscitei. Só para estar contigo.


Com muito amor, de seu Paizão, Jesus

sexta-feira, 29 de julho de 2011

Mudanças ..



Mudanças. Nós não gostamos delas. Nós a tememos. No entanto, não conseguimos evitá-las. Ou nos adaptamos às mudanças, ou somos deixados para trás. Crescer é doloroso. Se é. Qualquer um que te disser que não, está mentindo, acredite. Mas aqui vai a verdade: às vezes, quanto mais as coisas mudam, mais elas permanecem as mesmas. E às vezes, é, às vezes mudar é bom. Às vezes mudar é tudo. Às vezes, ah, às vezes mudar é pouco, mudar é .. ”


?

terça-feira, 7 de junho de 2011

E mais, mais e mais ..



E que você sinta vontade de precisar de mim, mas não só quando houver necessidade, que você sinta isso mesmo tendo passado um dia inteiro comigo, que não veja e nem sinta as horas passando quando estiver ao meu lado, e que nunca seja o suficiente o tempo que passarmos juntos, que você sempre sinta vontade de mais, mais e mais.
tati b

segunda-feira, 6 de junho de 2011

Pois é chegado meus 20 anos




Pois é chegado meus 20 anos. Sonhos a serem realizados e outros já concretizados. Lembro-me como se fosse hoje, com meus 13 anos de idade esperando ansiosamente os meus 15 anos. Depois dos 15, meus 18 e finalmente 20. Vivi momentos jamais esquecidos, alguns no pensamento com pessoas maravilhosas. Umas ainda estão comigo, outras já se foram, no entanto, o importante é nunca esquecê-los. Mistérios a serem revelados, amores que existem, o amor dos meus pais, amigos; instrumentos de uma face feliz, retratos de cenas alegres, com sorrisos sinceros com personagens especiais para mim. Pessoas que estiveram comigo em momentos bons e outros ruins, tirando de mim os sorrisos mais sinceros, os momentos mais divertidos. Momentos estes que creio eu, levarei por toda a minha vida. Tantas brincadeiras que fizeram parte da minha infância jamais esquecida, sonhos de menina escritos em um diário com papéis brancos cheio de adesivos, com caneta cor-de-rosa que tiram de mim um sorriso de saudade, com coisas que eu me nego a acreditar que fora eu mesma que escrevi. Pois é chegado meus 20 anos. Ou melhor, 2.0, porque afinal, estou começando a criar potência (risos). Digamos que pelo menos uns 2 sonhos por dia eu realizei, outros eu idealizei. Certeza de uma vida plena e eterna com Deus, pois até aqui meu pai me guiou e continuará me guiando como eterna menina, mesmo mulher , segurando-me em suas mãos. Nas mãos dele eu descansarei, com meu futuro almejado confirmado não somente por mim, mas por aquele que suas obras são perfeitas. Obrigada meu Deus, pelos meus 20 anos e pelas pessoas que colocou no meu caminho por essa caminhada.

JAM

quarta-feira, 27 de abril de 2011

"A Julieta era uma idiota"


" A Julieta era uma idiota. Porque ela se apaixona por aquele cara que ela sabe que não pode ter… Todo mundo acha isso tão romântico: Romeu e Julieta, amor verdadeiro… que triste. Se Julieta foi burra o bastante para se apaixonar pelo inimigo, beber uma garrafa de veneno e ir repousar num mausoléu, então ela teve o que merecia”

grey's anatomy

terça-feira, 26 de abril de 2011

E até hoje ..





“ Eu acredito que, na maior parte do tempo,
o amor é uma questão de escolhas.
É uma questão de tirar os venenos e as adagas
da frente e criar o seu próprio final feliz“

Grey's Anatomy

domingo, 24 de abril de 2011

E eu não somente diria . . .


E eu não somente diria que canta mal como cantaria com você, provando assim que existem pessoas que cantam horrivelmente, e que você não é a única pessoa, mas a que eu estaria disposta a escutar, e quando você decidir falar demais, que eu debrusse sua cabeça no meu ombro e escute tudo que tem a dizer, e quando for desastrado que haja fôlego para não morrermos de tanto rir .

tati b.



segunda-feira, 18 de abril de 2011

Just say it !

Se você ama alguém você diz.
É preciso dizer, bem alto.
Senão, o momento passa."
(O Casamento do Meu Melhor Amigo)

video

quinta-feira, 14 de abril de 2011

E foi ..





Se seu coração não se emocionava mais, ficou se perguntando o que estava fazendo ali. Se não sonhava mais, não planejava mais, não desejava mais, não esperava mais nada, o que ele estava fazendo ali? Não te amo mais, queria dizer à ela, pela primeira vez, sem esperar que ela sofresse com isso. Sempre quis que ela sofresse com o dia em que ele não a amasse mais. Mas justamente porque ele não a amava mais, nem queria mais que ela sofresse.

Aliás, não queria mais nada.

Só ir embora..

E foi ..


Sobretudo, por causa das pessoas ...



" Farei o possível para não amar demais as pessoas, sobretudo por causa das pessoas. Às vezes o amor que se dá pesa, quase como uma responsabilidade na pessoa que o recebe. Eu tenho essa tendência geral para exagerar, e resolvi tentar não exigir dos outros senão o mínimo. É uma forma de paz... Também é bom porque em geral se pode ajudar muito mais as pessoas quando não se está cega pelo amor.
Clarice Lispector.

sexta-feira, 8 de abril de 2011

Esse lugar não me agrada mais ..



O dia amanhecera nublado e frio para Sally. No começo só havia o vazio. Seus olhos estavam virados para o passado, algo que ultimamente, esta havia feito com frequência. - Por que se importar com o passado? O que eu fiz, está feito - Pensava. Sentia medo. Mas medo de quê? Seus pais costumavam dizer que o medo estava no coração do homem, que o medo estava a um passo além do nosso alcance. Seria tão mais fácil se eles estivessem ali, dizendo palavras aleatórias, apenas para confortar seu coração, algo que de fato, afugentava o seu medo. Sentia-se como uma criança abandonada, sem ter a quem recorrer. E na realidade, não tinha. Descobrira que não era verdade o que dizem a respeito do passado, essa história de que podemos enterrá-lo. Porque de um jeito ou de outro, ele sempre consegue escapar, e nos assombra da pior maneira possível. Quisera ela voltar a ser criança, onde as coisas sempre são mais fáceis, onde havia sinceridade e tudo que recebia era com felicidade. Quer saber? Vou me embora. Pensou .. Esse lugar não me agrada mais.



J.A.Matos.

Nós somos ...




.. Nós somos como o sol e a Lua
Ambos parecidos, mas nunca se encontram..
Nós somos como os dois lados iguais de um ímã,
Mesmo que se atraem, quando juntos se repelem ..
Nós somos como as duas faces de uma moeda,
Mesmo juntos e unidos, não estão do mesmo lado ..
Nós somos como irmãos gêmeos ..
Embora idênticos, têm as suas diferenças ..

Então, tudo leva a crer que não são os opostos que se atraem,
são as diferenças que se completam ..



JAM ~

terça-feira, 22 de março de 2011

Eu te amo . .


Trágico . . .

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Escolhas ..


“algo tão pequeno como o rufar das asas de uma borboleta
pode causar um tufão do outro lado do mundo”


Você sempre me disse que a sua maior frustração foi não poder voltar atrás e fazer tudo diferente. Sempre ficou murmurando pelos cantos as escolhas erradas que tomou e ignorando as coisas boas que lhe aconteceu ao longo do tempo. Ignorava a experiência que adquiriu com os mesmos, as pessoas que conheceu que se "tivesse acertado" não as teria conhecido. Eu sempre me perguntei o porquê de você sempre ficar reclamando e reclamando ao invés de fazer tudo diferente, seguir um novo rumo, e fazer as escolhas certas. Mas será que existem escolhas certas? É possível saber, já no primeiro passo, qual o melhor caminho a ser tomado sem errar uma única vez ? Se você não tivesse errado, você não saberia se estava certo ou não. Uma vez me disseram que, por causa de uma escolha errada, uma palavra errada, nós podemos colocar tudo a perder. Como diz a teoria do Caos que “algo tão pequeno como o rufar das asas de uma borboleta pode causar um tufão do outro lado do mundo”. É o fenômeno chamado “efeito borboleta”. Então, em outras palavras, quer dizer que uma pequena ação hoje pode ter consequências gigantescas no futuro, ou seja, o que você planta, você colhe. Se você plantar amor, você colherá amor, se plantar ódio, colherá ódio, etc. Então será que realmente vale a pena testar esses caminhos? Claro que seria ótimo se fosse possível testar os caminhos antes de tomá-los definitivamente, andar um pouco e voltar novamente ao início. Será que a vida seria melhor se pudéssemos manipular as ações tomadas no decorrer do tempo? Mistério ...


" A estrada de mão única do Tempo não nos permite perceber
quais escolhas são certas ou quais são erradas. "


Juliana de Alencar

domingo, 6 de fevereiro de 2011

Você quer um coração?


"E você, meu amigo galvanizado, você quer um coração? Você não sabe o quão sortudo és por não ter um. Corações nunca serão práticos enquanto não forem feitos para não se partirem..."


O Mágico de Oz.

domingo, 23 de janeiro de 2011

Uma declaração de amor.


Bem, não sei exatamente porque estou escrevendo esse texto, quer dizer, não sei porque nunca escrevi um texto sobre você. Você sempre foi o meu melhor amigo, talvez o único homem que me amou. E eu nunca te escrevi nem uma frase num guardanapo sujo e amassado. Talvez eu tenha escrito, mas na realidade, nunca parei de verdade para escrever uma coisa sobre você. Ontem, quando me deitei, eu pensei em você. Me toquei de que você estava presente em todos os momentos da minha vida, sendo eles bons ou ruins. Lembrei de uma vez que eu estava triste, não me recordo ao certo do motivo, mas sei que você me abraçou e disse que ia ficar tudo bem. Disse que me amava. Eu não me lembro qual foi a última vez que eu disse que o amava, de certo modo, não me lembro de uma única vez ter lhe dito algo do tipo, mas me lembro de todas as vezes que você disse com amor e ternura o quanto me amava. E eu nunca dei importância. Confesso, que nos últimos dias, estava sentindo a sua falta. Você estava indiferente e eu um pouco distante. Eu sei que você nunca desistiu de mim, mesmo eu dando os maiores motivos do mundo, sendo essa pessoa complicada que eu sou. Você foi o único que entendeu esse meu jeito estranho e desconexo, e de fato, sempre foi o único que me aceitou do jeito que eu sou. Sempre me deu os melhores conselhos do mundo mesmo eu não dando a menor importância para nenhum deles. Pois eu sabia que sempre que eu precisasse de algo, você seria o primeiro a estender a mão para me ajudar. Porque me amava. E mesmo que eu estivesse errada e não merecesse um pingo de sua atenção, você ignorava isso e abraçava a minha causa. De certa forma, eu me nutria disso. Me aproveitava. Mas foi então que um dia eu acordei e percebi que estava fazendo tudo errado. Estava sentindo a sua falta. Precisava me encontrar com você, ouvir a sua voz me dizendo que estava tudo bem. Mas não o encontrei. Entrei em desespero e foi quando eu resolvi ir na sua casa. De início, eu fiquei sem graça, não queria que achasse que eu estava ali por interesse ou alguma coisa do tipo. Dessa vez era diferente. Mas você, como sempre me abraçou, me acolheu e disse que estava com saudades de mim. Isso me constrangeu! Me constrangeu, porque eu queria que você me xingasse e me mandasse embora para largar de ser tão arrogante e mal agradecida da forma que somente eu sei ser. Talvez, eu me sentiria melhor assim. Mas você me abraçou. Parece que sabia que eu ia ao seu encontro, de uma forma diferente. Me desmanchei em lágrimas, como nunca havia feito antes. Não estava esperando tal recepção.


Foi então que eu disse pela primeira vez, que eu te amava.
Foi então que eu resolvi escrever esse texto e dedicá-lo a você,
para que todos saibam o quanto eu te amo..









é, eu te amo Jesus .

Juliana de Alencar.



segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Nós não devemos ..




Nós não devemos derramar lágrimas.
Essa é a derrota do corpo pelo coração.
Porque para nós, o coração não passa
de um instrumento para brincar .

quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

A melhor coisa ...


. . The greatest thing you'll ever learn
is just to love and be loved in return . .


. . A melhor coisa que se pode aprender
é amar e , em troca, amado ser . . .

Moulin Rouge

terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Mas afinal, o que é o amor?




- Então Charlie Brown ... o que é amor pra você?
- Em 1987 meu pai tinha um carro azul ..
- Mas o que isso tem a ver com amor?
- Bom, acontece que todos os dias ele dava carona pra uma moça. Ele saía do carro, abria a porta pra ela, quando ela entrava ele fechava a porta, dava a volta pelo carro e quando ele ia abrir a porta pra entrar, ela apertava a tranca. Ela ficava fazendo caretas e os dois morriam de rir.


...acho que isso é amor ...

~

terça-feira, 4 de janeiro de 2011

O que é companheirismo?

Alguém sabe?



' Então, vou lhes contar um caso que outrora aconteceu comigo. Há uns sete anos atrás, quando eu tinha uns doze ou treze anos, lembro-me que estava indo para a escola. Naquela época, eu estudava em Taguatinga - DF, acordava todos os dias cedo para ir para o curso de inglês, que era na mesma cidade e finalmente ia andando para a escola. Certo dia, seguindo a minha rotina, fui andando para a escola. Chovia à beça! E eu, como sempre, sem guarda-chuva, algo que não é novidade, fiquei debaixo de uma parada junto com algumas pessoas de meu curso e escola. Estava cheia de livros, inclusive da biblioteca da escola, logo não podia molhar, então sem muitas opções tive que esperar um pouco. Ao meu lado, havia um cachorro vira-lata preto, raquítico, ao ponto de poder contar os ossos de suas costelas. Estava todo molhado e tremendo de frio. Eu, que não posso ver cachorro, não sei porque, assobiei e estalei os dedos como quem não quer nada. Não imaginava que aquele cachorro me daria atenção, entretanto, me enganei. O coitado, tremendo de frio, ainda se levantou e veio para mais perto de mim, abanando o rabo. Eu ainda passei a mão em sua cabeça e ele olhava para mim como se eu tivesse algo para lhe dar de comer. Eu não tinha nada ali. Uma colega do meu curso, que estudava na mesma escola que eu, me olhava como se eu tivesse feito algo banal. " Não sei como você tem coragem de pegar nesse animal, deve estar cheio de doenças". Eu não me importei. Enquanto isso, a chuva estava mais baixa, somente chuviscando. Dava para continuar o meu caminho. O cachorro que estava do meu lado me viu saindo e veio correndo ao meu encontro. Não sei porquê, mas ele estava querendo me seguir. E mais uma vez, ouvi uma outra piadinha " Está vendo, foi dar ousadia". Não me importei novamente. Eu não tinha nada para ele, tinha apenas algumas moedas e não dava para comprar nada. Perto da parada tinha uma padaria, foi então que eu tive a grande idéia de comprar um pão para aquele cachorro. Comprei um. Melhor um do que nada. Ele de início, cheirou e abanou o rabo para mim. Eu podia jurar que ele estava sorrindo. Ele colocou o pão na boca e ficou me olhando ainda abanando o rabo. Eu imaginava uma outra cena, que eu daria o pão para ele e ele engoliria numa só "bocada" "NHAC"! ( risos), foi nesse momento que algo me surpreendeu. O cachorro, ao invés de comer o pão, atravessou a pista e deitou do lado de uma mulher, muito pobre por sinal, sentada do outro lado da rua coberta com um lençol fino e alguns papelões do lado. Foi aí, que eu pude perceber que o cachorro pertencia à ela. O mesmo colocou o pão no chão e começou a latir, como se estivesse dando aquele pedaço de pão para ela. Eu confesso que aquela cena me chocou. Fiquei pasma, como nunca tivera ficado em toda a minha vida, mesmo sendo tão nova e não ter vivido quase nada. Aquele animal preferiu ficar com fome, do que deixar o seu dono com fome. Naquele dia, eu aprendi o significado de companheirismo. Naquele dia eu descobri até que nível pode ir a lealdade de um animal pelo seu dono. Uma vez, eu li em um livro que dizia que cães não precisam de carros luxuosos, casas grandes ou de roupas chiques. Água e alimentos já são o bastante. Um cachorro não liga se você é rico ou pobre. Esperto ou não. Inteligente ou não. Dê o seu coração e ele dará o dele. De quantas pessoas podemos dizer o mesmo? Quantas pessoas fazem você se sentir raro, puras e especiais? Quantas pessoas nos faz sentir... extraordinários?
Juliana de Alencar.


Companheirismo: Lealdade entre duas pessoas que se dispõe a caminhar juntas, relacionamento, cumplicidade, fidelidade, lutar pelo mesmo propósito, andar juntas na mesma direção, almejando o mesmo sonho, o mesmo alvo, ter um só coração, confiança,respeito, união, casamento, admiração.

Se dispor a caminhar junto com o amigo, namorado, marido, haja o que houver.
Pagar o preço por aquele vínculo estabelecido.

E você? Tem sido companheiro nos últimos dias?

J.A.Matos.